Pular para o conteúdo principal

Por que contratar um personal trainer?

Treinar sozinho nunca foi uma tarefa das mais fáceis. Muitas pessoas que ingressam na academia tendem a se desmotivar e desistir. Para alcançar os resultados esperados é preciso disciplina e muita força de vontade. Assim, como alguns praticantes de atividades físicas nem sempre conseguem atingir seus objetivos sozinhos, o número de pessoas que buscam um serviço qualificado e individualizado cresce a cada dia.
Um dos fatores de maior relevância para se desejar treinamentos individualizados é que não existem dois seres humanos iguais (em relação às características genéticas, fisiológicas, aos hábitos alimentares, ao tipo de trabalho, estilo de vida, comportamento e preferências). Tudo varia muito de pessoa para pessoa, e surge, assim, a figura do Personal Trainer.
A escolha de fazer seus treinos com um professor particular é a garantia de exclusividade com foco em objetivos individuais. Em muitos casos, a contratação desse serviço, por ser considerado um investimento, faz com que a frequência aos treinos aumente, conquistando de forma mais rápida os resultados desejados.
O papel de um Personal Trainer é suprir e intervir, além de ser agente motivador e inovadorpara busca de uma melhor qualidade de vida, visando sempre oferecer para o seu cliente algum diferencial em relação à academia.
Existem muitas maneiras de encontrar um bom profissional, mas em todas elas procure sempre referências, analise bem os professores e, antes de optar por algum, procure saber a formação e as qualificações do profissional.
Sendo assim, seguem algumas dicas importantes para você escolher um bom Personal Trainer: 

• Cheque se ele possui registro no Conselho Regional de Educação Física (CREF): para exercer a profissão de Personal Trainer, o profissional deve possuir registro válido no Conselho Regional da profissão; 
• Referências: Consulte sempre  um aluno ou ex aluno, pois ele será a pessoa mais indicada para lhe fornecer informações; 
• Aula experimental: Faça uma aula experimental, pois é a melhor maneira de conhecer os métodos de treino e o perfil do seu Personal Trainer.  
• Conhecimento profissional: A maior qualidade que um Personal Trainer pode ter é o conhecimento, portanto procure saber a sua formação profissional (formação acadêmica e especializações em cursos na área de saúde) e se ela está atualizada. Esse é um bom indicador, pois, além da qualidade técnica, indica que ele dedica parte do seu tempo ao aperfeiçoamento continuado; 
• Empatia: Formação profissional é muito importante, mas lembre-se que o profissional escolhido ficará com você por muito tempo, então a sua empatia com ele também é fundamental; 
• Horário de treinamento: Escolha um profissional que se adapte aos seus horários disponíveis e não você aos dele; 
• Programa de treinamento: Peça ao seu professor uma programação de treinamento de pelo menos 90 dias, para atingir os seus objetivos.
 Acompanhamento constante: É importante que o profissional escolhido acompanhe os seus resultados por meio de avaliações físicas periódicas. Essa é a melhor ferramenta para medir a sua evolução em busca dos resultados desejados. Solicite ao seu Personal Trainer metas intermediárias; 
• Preço do serviço: Os valores cobrados pelos profissionais oscilam de acordo com a qualidade técnica de cada um e dependem da oferta e da procura, respeitando ainda a cultura regional pela prática de atividade física. Porém, fique atento aos extremos, desconfie de valores baixos ou altos demais.

Assim, independentemente de seus objetivos, se você estiver com um bom Personal Trainer ao seu lado, as chances de sucesso serão muito maiores.

Postagens mais visitadas deste blog

Em 2018 qual valor cobrar para o serviço de personal trainer?

VALOR DE SERVIÇOS PARA PERSONAL TRAINER



2018 está chegando e com ele surge uma dúvida: Qual valor cobrar pelos serviços prestados? O Personal Trainer, profissional de educação física, contratado para o atendimento exclusivo na avaliação, prescrição e acompanhamento de treinamento, deve estar atento ao cenário econômico atual ao repassar os valores dos seus serviços para o mercado fitness brasileiro. Como todo profissional autônomo , a manutenção dos custos para o desenvolver da função do personal trainer devem ser mantidos através da captação de recursos financeiros pela prestação dos serviços ofertados. Sendo assim, a sugestão é indexar esses serviços em um índice relevante na economia nacional. A sugestão desse artigo, como possível índice indexador é o salário mínimo nacional, que em 2018 passa a ser de R$ 969,00 (Novecentos e sessenta e nove reais), por um total de 12 treinos assistidos durante o mês; com esse dado chegaremos a um valor médio de hora aula de R$ 80,75 ( Oitenta reais…

IMC não reflete a composição corporal

Entenda de uma vez por todas que  1 kilo vai ser sempre 1 kilo  e pronto!  não é que um "pesa mais que o outro", mas sim uma questão de densidade. A densidade relaciona a massa de um material ao volume que ele ocupa
É significativa a diferença entre massa e volume da gordura e do músculo.  Porém, ao comparar músculo e gordura, chega-se à seguinte conclusão: o músculo é muito mais compacto. Um quilo de gordura é mais volumoso, ocupando muito mais espaço.
Veja bem 100 kilos de músculos ocupam menos espaço comparados com os mesmos 100 kilos de gordura. E no entanto ambos tem o mesmo IMC.










Impacto da prática de exercícios físicos sobre a variável psicológica da auto estima

Você sabe o que é auto estima? Tem idéia da relação que existe entre a prática regular de exercício físico e a variável psicológica da auto estima?

Rosenberg & Simmons (1972, cit. em Batista, 1995) referem que a auto-estima é um constructo  (constructo -substantivo masculino 1construção puramente mental, criada a partir de elementos mais simples, para ser parte de uma teoria. 2.psicobjeto de percepção ou pensamento formado pela combinação de impressões passadas e presentes.)multidimensional, que reflete todos os sentimentos de autovalor relativos ao comportamento, aparência física, inteligência, com o Eu emocional e o Eu social. Posteriormente, o mesmo autor, define auto-estima como a avaliação que o indivíduo faz a respeito do seu próprio valor com base em informações de pessoas que ele considera importantes (amigos, família e professores) e nas auto-percepções em diversos domínios (profissional, físico, familiar). 
A prática regular de exercícios físicos acarreta benefícios a…