Pular para o conteúdo principal

Treinamento Funcional!

Apontado por especialistas como o treinamento do futuro, o treino funcional caiu nas graças de profissionais da área de saúde por trazer ao mundo do fitness, um programa de treinamento que foca na individualidade e na capacidade funcional do homem moderno.
O mais bacana do treino funcional é que pode ser  praticado por qualquer pessoa, independente do seu condicionamento físico e das atividades que desenvolva. Como resultado, todas as capacidades físicas – equilíbrio, força, velocidade, coordenação, flexibilidade e resistência – são trabalhadas de forma integrada através de movimentos multi-articulares e multi-planares do envolvimento da propriocepção.
Uma das grandes vantagens do treinamento funcional é trabalhar a real necessidade de cada aluno. Enquanto metodologias comuns trabalham de forma generalizada, sem se atentar muito a real necessidade e condicionamento dos alunos, o treino funcional caminha para outra direção, pois visa preparar o organismo de maneira íntegra, segura e eficiente através do centro corporal, chamado nesse método de CORE.
Se antigamente, a ideia era isolar determinado músculo ou parte do corpo e desenvolve-la prioritariamente. Hoje se pensa em trabalhar o corpo como uma unidade, e desta forma, alcançar a funcionalidade corporal natural de seu organismo, assim como um corpo saudável e bem condicionado.
Os exercícios funcionais podem ser feitos com o peso do próprio corpo, abos, elásticos, pesos livres, base de suporte instável e reduzida, medicine balls e bolas suíças trazendo mais benefícios à funcionalidade do corpo, através de exercícios motivantes e desafiadores.

Quem pratica outros esportes também pode aproveitar os benefícios dos exercícios funcionais, pois eles permitem o desenvolvimento das habilidades necessárias para diferentes práticas esportivas. Ou seja, o treino de um corredor será diferente do treino de um jogador de tênis, por conta dos objetivos individuais de cada um.

Postagens mais visitadas deste blog

Em 2018 qual valor cobrar para o serviço de personal trainer?

VALOR DE SERVIÇOS PARA PERSONAL TRAINER



2018 está chegando e com ele surge uma dúvida: Qual valor cobrar pelos serviços prestados? O Personal Trainer, profissional de educação física, contratado para o atendimento exclusivo na avaliação, prescrição e acompanhamento de treinamento, deve estar atento ao cenário econômico atual ao repassar os valores dos seus serviços para o mercado fitness brasileiro. Como todo profissional autônomo , a manutenção dos custos para o desenvolver da função do personal trainer devem ser mantidos através da captação de recursos financeiros pela prestação dos serviços ofertados. Sendo assim, a sugestão é indexar esses serviços em um índice relevante na economia nacional. A sugestão desse artigo, como possível índice indexador é o salário mínimo nacional, que em 2018 passa a ser de R$ 969,00 (Novecentos e sessenta e nove reais), por um total de 12 treinos assistidos durante o mês; com esse dado chegaremos a um valor médio de hora aula de R$ 80,75 ( Oitenta reais…

IMC não reflete a composição corporal

Entenda de uma vez por todas que  1 kilo vai ser sempre 1 kilo  e pronto!  não é que um "pesa mais que o outro", mas sim uma questão de densidade. A densidade relaciona a massa de um material ao volume que ele ocupa
É significativa a diferença entre massa e volume da gordura e do músculo.  Porém, ao comparar músculo e gordura, chega-se à seguinte conclusão: o músculo é muito mais compacto. Um quilo de gordura é mais volumoso, ocupando muito mais espaço.
Veja bem 100 kilos de músculos ocupam menos espaço comparados com os mesmos 100 kilos de gordura. E no entanto ambos tem o mesmo IMC.










Previna a Depressão com exercícios fisicos

A depressão é o mal que predomina nas consultas psiquiátricas e de psicologia clínica. Em  breve, ela poderá ocupar o segundo lugar entre as causas de doenças e de incapacidade, ficando atrás apenas dos problemas cardiovasculares.
Com suas variações correspondentes, a depressão afeta crianças, jovens, adultos, e idosos; homens, mulheres; pessoas de todas as classes; ricos e pobres. A Organização Mundial da Saúde (OMS) calcula que há mais de 100 milhões de pessoas deprimidas no mundo.
Sofrer um grande desgosto, ter preocupação excessiva ou sentir-se estressado pelo excesso de trabalho não significa necessariamente estar com depressão. Entretanto, essas alterações emocionais podem ser o início dela, e é necessário estar atento para que não se prolonguem demasiadamente.
Os sintomas da depressão são inúmeros, e o diagnóstico não é confirmado como tal até que apareçam vários deles de forma regular no período de duas semanas e , ao menos, um dos sintomas deve ser a tristeza ou a perda de inter…